terça-feira, 4 de setembro de 2018

O genoma humano pode ter menos genes codificadores do que se pensava


Uma equipa internacional de investigadores confirmou que o genoma humano pode conter até menos 20% de genes codificadores do que se pensava até então. 

Os cientistas descobriram que até 20% dos genes identificados como codificadores – aqueles que produzem proteínas que permitem o funcionamento dos seres vivos – podem, na verdade, não codificar proteínas. Dos 20 mil genes classificados como tal, mais de 4 mil podem não conseguir codificar.

“Temos sido capazes de analisar muitos desses genes em detalhes”, explica o investigador, Michael Tress, “e mais de 300 genes já foram reclassificados como não-codificadores”.

No entanto, se estes gene – e, potencialmente, milhares de outros – não são codificadores de proteínas, qual será a sua função? Ainda não é certo mas, os cientistas acreditam que estes genes podem fazer parte do ADN não codificante (ADN considerado “lixo” genético, que pode também desempenhar funções importantes), que compõe cerca de 75% do total do genoma humano.

Desde que, em 2003, o sequenciamento do genoma humano foi concluído, investigadores de todo o mundo têm trabalhado para completar o proteoma humano – número total de proteínas geradas por genes – e os respetivos genes que as produzem. No entanto, a tarefa não é fácil, dada a complexidade do genoma humano.

A descoberta, publicada na passado dia 30 de julho na Nucleic Acids Research, pode ser um fator determinante para a biomedicina e para o tratamento de várias doenças, como o cancro ou patologias cardiovasculares.

Ainda serão necessárias pesquisa adicionais para confirmar com total certeza a descoberta no entanto, quanto mais cedo os cientistas eliminarem as ambiguidades do genoma humano, melhor será a ciência da genética humana.

“Mesmo que só metade deste genes potenciais não-codificadores se mostrem realmente como tal, a descoberta terá realmente um impacto substancial em diverso campos”.

“Quanto mais genes não-codificadores forem classificados como codificantes, mais ruidosos serão os resultados”, concluem os investigadores.

Fonte: ZAP

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...