terça-feira, 27 de setembro de 2016

Moeda misteriosa de origem desconhecida


Publicado a 25-09-2016

Deixo ao seu critério, e tirar suas próprias conclusões.
Um grupo de pessoas que trabalhavam na renovação de uma casa no sul do Egipto encontrou um número de moedas raras.
Elas são únicas no seu género, que curiosamente têm a imagem de uma figura humana estranha. 

Até agora, ninguém consegue explicar a origem destas peças.

Fonte: Youtube

O que são as misteriosas "pirâmides" da Antárctida?

imagem ilustrativa

Estas formações incomuns recortam as pirâmides egípcias e ocupam as mentes de muitos Internautas e alguns pesquisadores há mais de três anos.

As pirâmides da Antarctida, que lembram as egípcias ocupam as mentes de muitos Internautas e alguns pesquisadores há mais de três anos.

Assim, alguns acreditam que são a prova da existência de civilizações antigas, enquanto outros especulam que elas são o trabalho de extraterrestres.

Yulia Troitskaya, jornalista da RT, tem investigado o que podem ser estas formações misteriosas.

Imagens intrigantes

As notícias sobre as pirâmides na Antárctida, supostamente criadas artificialmente, distribuídas na Internet em 2013. O teste principal foram algumas imagens intrigantes, que foram acompanhadas por pequenos textos explicativos.


Naquele tempo espalhou-se que a descoberta fora o trabalho de vários pesquisadores de oito universidades os EUA e da Europa, cuja identidade não  revelavam- e explicava que eles planeavam enviar uma expedição para fazer um estudo detalhado dos objectos.

Troitskaya observou que, ao logo do vídeo aparece o logo tipo do Alien Disclosure Group (ADG), um grupo científico do Reino Unido especializado na divulgação de documentos secretos sobre OVNIs e tecnologia alienígena. Assim, o autor do documento é Stephen Hannard, um dos membros da comunidade que, de acordo com o jornalista, tem sido repetidamente criticado por fornecer provas falsas sobre a existência de OVNIs.

Google Maps

Na verdade, a jornalista russa revela que essas 'pirâmides' são dois pontos de uma montanha Vinson Massif, o pico mais alto da Antárctida. Aparentemente Hannard tirou fotografias de um blog de alpinistas em 2010 e qualquer um pode ver que o relevo com a ajuda do Google Maps. 

Google Maps

Quanto à terceira imagem, que mostra uma "pirâmide" perto da costa, é provável que seja uma fotomontagem como é em uma plataforma de gelo flutuante onde não poderia manter qualquer construção.

Parecer científico

Se não foram criadas artificialmente, como tais estruturas estranhas foram formadas?

O geólogo Yuri Kozlov e Konstantin Loviaguin geomorfólogo estimam de que a forma incomum piramidal da montanha é o resultado de uma combinação de erosão e a forma natural do objecto.

Imagem ilustrativa Facebook / @bliskowszechswiata

Loviaguin salienta que há um fenómeno único, uma vez que é devido à composição mineralógica das rochas e podem ser encontrados em locais diferentes na terra.

Por exemplo, pode ver outras montanhas piramidais em Itália ou nos Cárpatos, conclui Yulia Troitskaya.

Google Earth

Fonte: RT

Um grande meteoro cai na costa da Austrália

Imagen Ilustrativa

As pessoas do estado de Queensland, no nordeste da Austrália, testemunharam uma explosão no céu e uma forte explosão que causou tremores nas suas casas.

Um meteorito gigante caiu no oceano perto da costa do estado de Queensland, no nordeste da Austrália, na segunda-feira à noite. Muitas pessoas compartilharam a sua experiência nas redes sociais, descrevendo uma "intensa explosão" e "explosões".

A polícia recebeu várias chamadas de residentes locais na segunda-feira, às 20:30 hora local (10:00 GMT) sobre o que inicialmente foi considerado um terramoto. No entanto, Geoscience Australia informou que nenhum terramoto foi registado.

Segundo o astrofísico de Harvard Johnathan Powell, "parece que um grande meteorito, o primeiro deste tamanho em vários anos." "Eu acho que é uma pedra de cerca de um metro de diâmetro que pode ser grande o suficiente para deixar fragmentos", disse.

No momento, não houve vítimas ou danos relatados.


Fonte: RT

Pode ler mais sobre este assunto AQUI

O estranho caso das leoas "transexuais" do Botswana


Têm juba, rugem e montam fêmeas. Numa reserva do Botswana, leoas estão sob escrutínio científico, pelo comportamento masculino que apresentam

Estávamos em 2010. Grant Atkinson, veterano guia de safaris fotográficos, descrevia ao pormenor a um grupo de turistas de visita à reserva de Moremi, no Botswana, África Austral, o comportamento de dois jovens machos de uma família de leões. Assinalou aos visitantes as jubas que lhes cresciam e alvitrou que em breve estariam prontos a abandonar a manada. Até que o condutor do jipe em que se encontravam sussurou a Grant: "São fêmeas."

Estupefato, o veterano dos safaris confirmaria que o chofer acertara em cheio. Aqueles dois leões de jubas ao vento tinham vaginas. Eram leoas. "Hoje, antes de falar, observo minuciosamente a parte traseira dos leões", confessou Grant Atkinson à revista Africa Geographic.

Uma outra publicação especializada, o African Journal of Ecology, divulgou agora o mais recente estudo sobre as estranhas leoas com juba de Moremi, junto à foz do rio Okavango. São cinco. E uma delas, destacou o zoólogo britânico Geoffrey Gilfilla, coordenador da pesquisa, ruge amiúde como um macho, marca com frequência o território e monta as outras fêmeas em atitude sexual.

Este estudo vai continuar, agora através da análise de gravações de rugidos de leões e leoas de Moremi, em busca de diferenças e, principalmente, semelhanças. Mas há três anos outro especialista, Simon Dures, da Sociedade Zoológica de Londres, já tinha avançado informações científicas sobre estas leoas com juba, após capturar uma delas mediante um dardo sedante. No relatório que divulgou, o cientista escreveu que encontrou "genitais de fêmea completos e intactos", sem nenhuma evidência, pois, que sugerisse uma subespécie hermafrodita. Os lábios da vagina e o clítoris, porém, "são algo grandes, comparados com os de uma fêmea normal".

Até a revista New Scientist se interessou agora pelo estranho caso das leoas com juba, sustentando que a causa mais provável do fenómeno é um nível alto e desajustado de testosterona. A publicação assinala, aliás, que em leões que são castrados a produção dessa hormona masculina cai e as suas jubas chegam a desaparecer. Num caso contrário, a uma leoa em cativeiro, na África do Sul, cresceu uma juba, por causa de problemas que tinha nos ovários e que levavam a uma produção anormal de testosterona.

Segundo a New Scientist, que cita a especialista Kathleen Alexander, há observações de namoros entre leões e leoas com juba, que, no entanto, não ficaram prenhas. O que sugere que sejam estéreis, uma consequência conhecida quando existem em fêmeas altos níveis de hormonas andrógenas como a testosterona.

Mas a equipa do zoólogo Geoffrey Gilfilla não se coibiu de batizar a leoa com juba que apresenta um comportamento mais masculino, em Moremi, como SaF05, um código que lembra a poetisa grega Safo de Lesbos, símbolo do lesbianismo.

Ler mais AQUI

A misteriosa modelo do Instagram que desconcerta a Rede

Tem mais de 100.000 seguidores, mas não existe a certeza que seja uma pessoa real ou  de uma animação computorizada.

Ninguém sabe quem é Lil Miquela , desde que ela publicou a sua primeira foto no Instagram tornou-se na mais recente 'it girl' (menina tem um magnetismo inapto), gerando um grande debate na rede porque muitos de seus seguidores não têem a certeza que ela seja uma pessoa real, o jornal ' The Washington Post '.

O problema de Miquela, é que actua como um ser humano, embora não pareça ser. Sua aparência tem características de computador: o seu corpo e rosto são perfeitos, sua pele tem um aspecto intangível, suas sombras são um pouco planas, o movimento de seu cabelo não tem naturalidade e beleza informatizada produz nos seus seguidores um sentimento estranho e desconfortável.
Resultado de imagem para lilmiquela

Miquela tem mais de 100.000 seguidores desde que ela criou sua conta à cerca de cinco meses. Enquanto alguns internautas dizem que é uma animação de computador, outros consideram Lil Miquela é uma pessoa real cuja imagem tem sido fortemente editada.

Ler mais AQUI

Instituto mineiro confirma existência de ETs e discos voadores

OVNI (montagem)

Estudiosos e curiosos se reuniram para discutir a existência de objectos voadores não identificados e, mesmo, de ETs – seres extraterrestres. No encontro, apresentaram provas fotográficas de “discos voadores”.

O Instituto Aquariano Rede Luz, em São Tomé das Letras, MG, realizou no sábado e domingo, 24 e 25, o 12.º Encontro de Ovnilogia. Fundado pelo engenheiro Arnaldo Costa Jr., a instituição confirma a existência de OVNIs (objectos voadores não identificados” e revela que a área regista muita incidência de objectos extraterrestres.

De acordo com o Professor Costa Jr., a existência de OVNIs está mais do que confirmada pelo Instituto, que, entre outras actividades, se dedica a estes estudos e observações, e um desses OVNIs foi fotografado por um morador da região durante o último final de semana: “As fotos revelam a existência de um objecto em forma discoide. 

O morador que fez o registo fotográfico ficou intrigado com o objecto e nos cedeu as imagens. Claro que vamos estudá-las e aprofundar nossas observações, mas não temos dúvida de que se trata de um objecto voador não identificado.” Segundo Arnaldo Costa Jr., “São Tomé das Letras é uma região de intensa actividade geomagnética, propícia ao aparecimento de OVNIs. 

É uma área que regista muito mais aproximações do que qualquer outra, devido à sua peculiaridade geológica. É uma área de montanhas e de muita prospecção de minerais. Então, este é o local ideal para a realização do nosso encontro de estudiosos de OVNIs e UFOs [na sigla em inglês].” O Professor Arnaldo Costa Jr. não tem dúvidas de que no sistema solar existem outras civilizações além da que habita a Terra:

“Nossos estudos mostram que há civilizações muito mais adiantadas do que a da Terra. Sabemos, inclusive, que a Terra foi colonizada por outras civilizações, já naquela época bem mais adiantadas. Também podemos garantir que os OVNIs em aproximação da Terra são tripulados, porque as manobras são inteligentes e claramente orientadas. 

Fazemos pesquisas ovniológicas há mais de 35 anos e temos plena convicção de que na Lua e em todos os planetas do Sistema Solar existem habitantes. Não se trata de meras palavras, mas, sim, resultado de muitos anos de estudos aprofundados.”

Ler mais AQUI

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

O que há na lua Europa? NASA descobriu aberturas para o oceano líquido


A agência espacial americana anuncia atividade de jatos de vapor de água na lua de Júpiter, no que indica a existência de passagens da superfície ao interior

O telescópio espacial Hubble tem estado a estudar o satélite de Júpiter Europa e detetou atividade no pequeno planeta gelado.

Em dados captados em 2014 e agora analisados, foi possível detetar o que parecem ser geisers de vapor de água a sair do planeta. O que reforça a ideia de que o satélite tem um oceano global de água salgada sob a camada de gelo, bem como que existem "passagens" que ligam diretamente a superfície gelada ao líquido interior.

O astrónomo William Sparks, do Instituto de Ciências de Baltimore, explica que estas "plumas" de vapor de água significam que haverá fissuras na camada de gelo que ligam diretamente ao oceano líquido. Uma descoberta importante para uma futura missão ao planeta, pois significa que será possível "mergulhar" no oceano sem ser necessário perfurar quilómetros de gelo.


A NASA fez ainda uma animação que explica estes 'geisers' de vapor de água:


Sparks sublinha que os cientistas estão a trabalhar "nos limites do que o Hubble pode fazer", pelo que é possível que os dados captados tenham outra explicação que não seja a de saída de vapor de água vinda do oceano líquido. No entanto, neste momento, essa é a explicação mais provável.

A especialista em geologia e atmosfera do Instituto de Tecnologia de Georgia, Atlanta, Britney Schmidt, alerta que há várias formas de a água do oceano interior chegar à superfície de Europa, apresentando a ilustração abaixo onde é possível ver várias formas em que podem existir essas fissuras.

NASA

Do lado do Hubble, como foi referido, os dados captados estão no limite da capacidade do veterano telescópio espacial. Mas, realçou Jennifer Wiseman, chefe de projeto do Hubble do Goddard Space Flight Center, a partir de 2018 o telescópio espacial James Webb poderá fazer observações mais detalhadas.

A terminar, Paul Hertz, diretor de Astrofísica da NASA, fez questão de sublinhar que a existência de água em estado líquido não é necessariamente sinónimo de vida. Mas tal como sabemos do nosso planeta, este é sem dúvida um "ingrediente" que aumenta a possibilidade de ali se encontrarem formas de vida, a nível bacteriano ou mais evoluída.

Fonte: DN

Anaconda gigante encontrada em obras no Brasil

Anaconda gigante encontrada em obras no Brasil

Uma anaconda gigante foi encontrada quando operários explodiam uma caverna na Usina de Belo Monte, em Altamira, no estado brasileiro do Pará.

A cobra pesava 400 quilos e media dez metros de comprimento, tendo um metro de diâmetro.

A Usina Hidrelétrica de Belo Monte está a ser construída na bacia do Rio Xingu, próximo do município de Altamira, no norte do Pará.

A cobra foi encontrada há dois anos, mas apenas esta semana surgiram na Internet vídeos.

Segundo o Livro de Recordes do Guiness, a maior cobra do mundo foi encontrada em 2011 e media cerca de 7,5 metros de comprimento, pelo que a anaconda de Belo Monte poderá ser a nova recordista.


Fonte: DD

Robôs começam a patrulhar um dos maiores aeroportos da China

Robôs começam a patrulhar um dos maiores aeroportos da China

O aeroporto da cidade chinesa de Shenzhen, no sul do país, vizinha de Hong Kong e uma das que têm maior tráfego aéreo, colocou robôs a patrulhar um dos seus terminais, um dos primeiros lugares públicos na China a contar com guardiães automatizados.

Segundo o jornal oficial Diário do Povo, estes aparelhos, designados Anbot («an» significa «segurança» em chinês), têm um aspecto ovoidal e não humanoide demais, que lembra mais o R2D2 de «Star Wars» ou o Dalek da série «Doctor Who».

A «cara» dos robôs tem uma tela digital e uma câmara de alta definição capaz de fazer imagens dos viajantes para ser analisadas.

A sua função é, por enquanto, muito semelhante à de uma câmara de segurança, só que com maior mobilidade - pode deslocar-se a uma velocidade até 18 km/h - e é dotado ainda de uma «arma» de defesa (um braço na sua parte inferior capaz de fazer descargas elétricas para neutralizar potenciais inimigos).

O Anbot foi desenvolvido por uma universidade chinesa ligada ao exército na cidade central de Changsha, e também pode ser utilizado como vigilante em escolas e bancos.

Também é capaz de procurar explosivos, armas e drogas, e o seu preço por unidade ronda os 100 mil iuanes (cerca de 1,35 mil euros).

Fonte: DD

NASA vai anunciar "provas de atividade surpreendente" em lua de Júpiter


Os cientistas especulam há muito sobre a existência de um oceano de água salgada debaixo da superfície gelada de Europa

A agência espacial norte-americana tem marcada para esta tarde uma conferência de imprensa em que promete divulgar "provas de atividade surpreendente em Europa", a lua de Júpiter, com base em imagens captadas pelo telescópio Hubble.

A atividade pode "estar relacionada com a presença de um oceano sob a superfície" de Europa, revela o anúncio da conferência, marcada para as 14.00 (19.00 hora de Lisboa).

Europa é uma das dezenas de luas de Júpiter, mais pequena que a nossa Lua, e um dos lugares com a maior probabilidade de ter vida no nosso Sistema Solar. A NASA já deixou bem claro, no entanto, que este anúncio não está relacionado com extraterrestres.


Os cientistas especulam há muito sobre a existência de um oceano de água salgada debaixo da superfície gelada de Europa e pela referência no comunicado este é o caminho mais provável.


Fonte: DN

Stephen Hawking e a vida extraterrestre: "Estou mais convencido do que nunca que não estamos sozinhos"


O conhecido físico teórico britânico insiste para se "ter cuidado" com eventuais tentativas de contacto com aliens, pois pode repetir-se o que aconteceu "quando Cristóvão Colombo descobriu a América, e que não correu muito bem para os índios americanos"

Um dos mais conhecidos (e polémicos) cientistas no mundo, o britânico Stephen Hawking, diz ter cada vez menos dúvidas sobre a existência de extraterrestes. "À medida que envelheço, estou mais convencido do que nunca que não estamos sozinhos", assume, num filme de 26 minutos em que realiza "uma viagem fantástica" pelos seus cinco locais preferidos no espaço. Um deles, o planeta Gliese 832c, a 16 anos-luz da Terra, poderia ter condições de vida, o que leva o físico teórico a abordar a presença de aliens no universo. E a alertar para o risco de estabelecer contacto com eles.

Não é a primeira vez que Hawking deixa o aviso. Pelo menos desde 2010 que recorre ao exemplo da descoberta da América para sugerir a possibilidade de acontecer algo do género. "Se algum dia os aliens nos visitarem, penso que o resultado seria idêntico ao da chegada de Cristóvão Colombo à América, que não correu muito bem para os índios americanos", afirmou há seis anos, repetindo agora a ideia no documentário online "Os lugares preferidos de Stephen Hawking", um exclusivo do site Curiosity Streams para assinantes, que disponibiliza uma apresentação para o público em geral (ver vídeo no final deste artigo).

Aos 74 anos, Hawking aceitou este desafio no âmbito do projeto Breakthrough Listen, uma iniciativa do magnata russo Yuri Milner que se propõe a explorar o universo em busca de outras formas de vida. "Um dia poderemos receber um sinal de um planeta como o Gliese 832c, mas devemos ter muito cuidado ao responder", atira o cientista britânico, que aos 21 anos foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica, uma doença neurodegenerativa altamente incapacitante e, na maioria dos casos, fatal.

Apesar dos receios para o futuro da Humanidade, Stephen Hawking assume-se como um entusiasta e um impulsionador da procura por vida extraterrestre.

Ler mais AQUI

domingo, 25 de setembro de 2016

Afinal, para que serve a parte azul da borracha?

Não, não serve para apagar o que está escrito a caneta...

Quando andávamos na primária e no liceu, existia um objeto que estava em todos os estojos: a borracha com uma parte encarnada e outra azul.

Supostamente a parte encarnada servia para apagar as partes a lápis e a azul para apagar o que estava escrito a azul. Mas, como todos experimentámos, a tinta da caneta não desaparecia e, na maior parte das vezes, acabávamos com a folha rasgada.

Afinal, para que servia então esta borracha azul? O site Facts Verse explica que era usada não apara apagar as frases escritas a caneta, mas sim para fazer desaparecer as marcas do lápis que a borracha encarnada não conseguia apagar.

Quando perceberam que as pessoas não estavam a entender o conceito da borracha, começaram a ‘vendê-la’ como os clientes queriam, chegando mesmo a desenhar uma caneta na parte azul… Mesmo não sendo esse o seu propósito.

Fonte: Sol

A EDP está a oferecer tomadas inteligentes. Saiba como pedir uma


Com esta tomada poderá poupar quase cinquenta euros na conta da luz.

Com vista a diminuir o consumo de eletricidade do consumidor, a EDP está a oferecer tomadas inteligentes.

Estas tomadas, como se pode ler no site da elétrica, são múltiplas e permitem “eliminar o consumo de energia de equipamentos elétricos e eletrónicos em modo stand by”.

Assim, deve ligar o equipamento principal (computador, televisão) ao ponto de entrada principal. Os equipamentos secundários (colunas, impressora, modem, consola de jogos, etc) devem ser ligados às entradas secundárias. Depois, quando colocar o equipamento principal em stand by todos os restantes equipamentos ligados à tomada ficarão automaticamente em modo de suspensão.


Desta forma, poderá poupar até 44 euros por ano na sua fatura da eletricidade.

Para adquirir esta tomada de forma gratuita deverá inscrever-se no site da EDP. Contudo, será entregue apenas uma tomada por cada habitação.

A tomada tem uma entrada principal e quatro secundárias e um cabo de um metro. Tem também proteção para crianças e uma tensão de funcionamento de 220-240V~/50Hz.

Fonte: NM

Um repolho vermelho de 23 quilos e uma cenoura com mais de 6 metros

Um repolho vermelho de 23 quilos e uma cenoura com mais de 6 metros

Quatro (alegados) recordes mundiais foram estabelecidos na mais recente edição do Campeonato de Vegetais Gigantes, no Reino Unido, incluindo um repolho vermelho que pesa 23 quilos e uma cenoura que mede mais de seis metros.

David Thomas foi apontado como recordista mundial ao apresentar a concurso um repolho vermelho com 51 lbs (23 kg), durante o «National Giant Vegetable Championship», que decorreu em Worcestershire.

Segundo afirmou Thomas, «Não há um grande segredo na hora de cultivar um vegetal gigante. Só é preciso as sementes certas, muito espaço, boa terra e um pouco de sorte».

«Não podia estar mais feliz, todo o trabalho é mais do que recompensado quando se recebe a notícia que se bateu um recorde mundial», sublinhou.

O recorde anterior para o maior repolho vermelho do mundo remonta a 1925, estabelecido pelo senhor R. Straw, de Derbyshire, que apresentou um repolho de 19,05 kg.

O juiz do UK National Giant Vegetables Championship, Martyn Davis, afirmou:

«Estamos encantados por confirmar que David Thomas quebrou o anterior recorde mundial para o mais pesado repolho vermelho do mundo, por quase 10 lbs [cerca de 4,5kg]».

Outros recordes apontados na iniciativa incluem uma cenoura com 6,245 metros, uma beterraba de 7,9 metros, e uma Pastinaca sativa de 5,023 metros.

Nenhum destes recordes foi ainda confirmado pelo Guinness World Records.

Fonte: DD

Maior radiotelescópio do mundo começa a operar no sudoeste da China


O maior radiotelescópio do mundo, com 500 metros de diâmetro, começou hoje a operar no sudoeste da China, num projeto que Pequim diz que ajudará a humanidade a procurar vida extraterrestre.

Centenas de investigadores chineses e de outros países assistiram ao acontecimento, o culminar de um projeto começado em 1994, segundo a imprensa oficial.

Construído numa zona montanhosa da província de Guizhou, o FAST (Aperture Spherical Radio Telescope) custou 1,2 mil milhões de yuan (160 milhões de euros) e tem o dobro da sensibilidade do telescópio do Observatório Arecibo, em Porto Rico, que com 305 metros era até agora o maior do mundo, escreve a agência oficial chinesa, Xinhua.

O telescópio, cuja construção terminou em julho, usará o seu refletor, com uma área equivalente a 30 campos de futebol, para procurar sinais de vida inteligente e para observar pulsares distantes - estrelas de neutrões muito pequenas e que giram muito rapidamente, que se acredita serem resultado de explosões de supernovas.

A China vê o seu ambicioso programa espacial, que é gerido pelas forças armadas, como um símbolo do seu progresso.

Entre os seus planos está colocar em órbita uma estação espacial permanente até 2020 e eventualmente uma missão tripulada a Marte.

O presidente chinês, Xi Jinping, enviou uma carta de congratulações para os cientistas e engenheiros que contribuíram para a criação do FAST.

Num ensaio realizado antes do lançamento, o FAST detetou ondas eletromagnéticas emitidas por um pulsar a mais de 1.300 anos-luz de distância, segundo um dos investigadores envolvidos.

Os cientistas procuram vida extraterrestre há 60 anos, apontando telescópios para o espaço à espera de descobrir sinais de outras civilizações, mas até hoje não encontraram evidências.

No mês passado, um "forte sinal" detetado por um telescópio russo em busca de sinais extraterrestres entusiasmou os cientistas, mas os especialistas dizem ser demasiado cedo para retirar conclusões sobre a sua origem.

Já o FAST poderá levar a "descobertas para além da nossa imaginação", disse à Xinhua Douglas Vakoch, presidente do METI, um grupo que envia mensagens para o espaço, em busca de vida inteligente.

A construção do FAST começou em 2011 e as autoridades recolocaram quase 10 mil pessoas que viviam nos cinco quilómetros em torno do telescópio para criar um ambiente mais silencioso, o que custou 1.800 milhões de yuans (240 milhões de euros), mais do que o próprio telescópio.

A população que ficou nos arredores será obrigada a limitar o uso de dispositivos de telecomunicações para não interferir com as operações do radiotelescópio.

As autoridades exigem um 'silêncio rádio' de cinco quilómetros em torno da infraestrutura e os visitantes terão mesmo de desligar os seus telemóveis.

Fonte: NM

sábado, 24 de setembro de 2016

As estranhas criaturas que habitam um vulcão submarino

Resultado de imagem para As estranhas criaturas que habitam um vulcão submarino

Uma expedição científica aventurou-se pelos montes e vulcões submarinos, nunca antes explorados, da costa do Havai. Lá encontraram espécies marinhas nunca antes observadas pela ciência.

Os cientistas do Conservation International (CI) decidiram rumar “por mares nunca dantes navegado” até às montanhas submarinas da costa do Havai, onde foram surpreendidos por novas e estranhas criaturas.

No fundo do mar existe vida. E existem montes e vulcões. Cerca de 10.000, espalhados pelos oceanos, ainda por explorar.

Este mês foram feitas três expedições, por cientistas da CI, a três montanhas submarinas ao longo da Costa do Havai: o monte Cook, o McCall e o Lō’ihi. Os montes Cook e o McCall fazem parte da região Geologist Seamounts, um anel formado por vulcões com cerca de 80 milhões de anos, segundo explicou a CI à revista Live Science.

Os montes submarinos são paisagens escarpadas, milhares de pés abaixo da superfície do mar, feitas de vulcões extintos e outros ainda ativos. Trata-se de ecossistemas complexos, com numerosas comunidades marinhas.

Os cientistas regressaram à superfície com imagens excecionais das criaturas estranhas que ali encontraram, muitas delas novas para a ciência, captadas através de submarinos — Pisces IV e Pisces V — equipados com múltiplas câmaras.

Nas profundezas do oceano, os investigadores descobriram que cada monte submarino tem o seu próprio ecossistema e encontraram diversasespécies de tubarões, enguias, raias, o polvo “dumbo octopus” e espécies raras de corais, incluindo uma variedade colorida à qual chamaram “purple haze” (“roxo neblina”).

Segundo os cientistas do CI, expedições como esta melhoram a compreensão do papel que as montanhas submarinas desempenham na ecologia do oceano, e podem ser úteis a futuras decisões políticas que afetem a conservação destes montes submarinos.



Ler mais AQUI

Cidades funcionais na Lua? A proposta é da Agência Espacial Europeia


"A cidade lunar é a minha solução preferida para o futuro. A Lua é o próximo passo lógico", diz Jan Woerner, diretor geral da Agência Espacial Europeia, que apresentará a ideia até ao final de 2016.

Enquanto a NASA tem piscado o olho a Marte, a Agência Espacial Europeia (AEE) deverá investir na Lua. Quem o diz é Jan Woerner, o diretor geral da Agência Espacial Europeia (AEE), neste artigo do Guardian, que já antevê cidades na superfície lunar. Ei, calma, não vale a pena imaginarmos cidades bonitinhas, com jardins espetaculares e churrascadas à maneira, com vista para o cintilante e azul Planeta Terra…

Nop. “Eu explico o que a cidade não será: moradias isoladas, escola, igreja, uma piscina, pastelaria, cemitério. Não é isto que eu estou a pensar”, explica Woerner, alertando que, na próxima década ou pouco mais, a Estação Espacial Internacional terá os dias contados. Por isso, há que encontrar soluções para preservar a presença humana no espaço.


Woerner, conta o The Guardian, visualiza uma cidade lunar segmentada, para diferentes atividades, com organizações públicas e privadas de mão dada. Ou seja, uns podem desenvolver um telescópio, outros podem extrair água do gelo polar e transformá-lo em hidrogénio, oxigénio ou combustível fóssil. Outros poderiam pensar no turismo espacial, neste caso lunar, de que há muito se fala, pinta e, de certa maneira, se deseja.

“É um conceito inspirador, e se outros tiverem uma ideia melhor, estou pronto para mudar a minha opinião”, admite Woerner, que se espera que transmita a ideia da cidade funcional na Lua no Conselho da AEE até ao final do ano. “Mas, até agora, posso dizer que a cidade lunar é a minha solução preferida para o futuro. A Lua é o próximo passo lógico.”

Resumindo, a cidade lunar não seria apenas uma forma de perpetuar a presença humana no espaço, mas serviria também para preparar o futuro das epopeias espaciais. Ou seja, seriam construídas infraestruturas vitais e garantido um know-how, como lhe chama o diário inglês, para assegurar a segurança para os humanos terem sucesso em futuras investidas.

Fonte: Observador

NASA responde a polémica. "Não mudamos os signos do Zodíaco"


O site educativo da agência espacial procurava mostrar que a astrologia não é considerada ciência.

A NASA respondeu finalmente a uma polémica que se instalou entre os adeptos da astrologia, devido a uma publicação no seu site educativo The Space Place que notava imprecisões no calendário babilónico que está na origem dos signos do Zodíaco.

O artigo em questão havia sido publicado em janeiro mas só foi descoberto na semana passada, levando a dúvidas entre quem consulta o seu horóscopo se continuaria a ter ou não o mesmo signo. “Não mudamos os signos do Zodíaco, apenas fizemos os cálculos. O artigo do The SpacePlace era sobre o facto de astrologia não ser astronomia, em como era uma relíquia de história antiga e apontava para a ciência e matemática que provinham das observações do seu noturtno”, clarificou um representante da NASA, Dwayne Brown, ao Gizmodo.

Os novos cálculos da NASA fazem referência a uma mudança no eixo da Terra, o que fez com que a posição das constelações mudassem da perspetiva terrestre. A NASA afasta-se assim de qualquer responsabilidade relacionada com a atribuição de signos do Zodíaco, com Brown a afirmar que a agência espacial “estuda astronomia, não astrologia”.

Fonte: NM

Primeiro-Ministro chinês faz escala técnica de dois dias na ilha Terceira

lajes

O primeiro-ministro da República Popular da China, Li Keqiang, fará uma escala técnica na ilha Terceira, nos Açores, segunda e terça-feira, onde irá reunir-se com o ministro dos Negócios Estrangeiros.

De acordo com o Gabinete do Representante da República para a Região Autónoma dos Açores, está previsto que o primeiro-ministro chinês e a sua comitiva, que viajam de regresso à China após uma visita a Cuba, aterrem nas Lajes na segunda-feira, por volta das 20:30 (hora local, mais uma em Lisboa).

Deverão apresentar cumprimentos a Li Keqiang o representante da República, o ministro dos Negócios Estrangeiros, o presidente do Governo Regional dos Açores, os autarcas de Angra do Heroísmo e Praia da Vitória, o secretário de Estado da Internacionalização e o embaixador da República Popular da China em Portugal.

O primeiro-ministro chinês terá uma reunião de quinze minutos com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, na Base Aérea nº4, nas Lajes, dirigindo-se depois para Angra do Heroísmo, onde assistirá a um concerto na principal praça da cidade.

Na terça-feira, Li Keqiang deverá visitar os principais pontos turísticos da ilha Terceira durante a manhã, partindo por volta das 17:00 com destino a Pequim.

Em julho de 2014, esteve também na ilha Terceira o presidente da República Popular da China, Xi Jinping, durante cerca de oito horas, numa escala entre o Chile e Pequim.

Xi Jinping reuniu-se com o vice-primeiro-ministro, na altura, Paulo Portas, durante quase uma hora, tendo visitado depois a cidade de Angra do Heroísmo.

À saída do encontro, ninguém da comitiva chinesa se pronunciou, mas o vice-primeiro-ministro disse que tinha sido discutido o reforço das relações económicas entre os dois países e a cooperação no âmbito da economia do mar.

Em junho deste ano, o presidente do Governo Regional dos Açores, recebeu, em Ponta Delgada, o ministro do Mar da China, Wang Hong, que destacou, no final da reunião, o “potencial” dos Açores na área do mar, considerando que existiam condições para desenvolver a cooperação com a região a esse nível.

No âmbito dessa cooperação, em maio deste ano, cerca de duas dezenas de investigadores de institutos da China e da Universidade dos Açores participaram num ‘workshop’ de cooperação científica, na área das ciências do mar.

Já em 2012, tinha estado na ilha Terceira o primeiro-ministro chinês da altura, Wen Jiabao, acompanhado por uma comitiva de mais de 100 pessoas, numa escala técnica entre o Chile e a China, que demorou cerca de cinco horas.

Fonte: Açores9

Porto da Praia da Vitória pode ser central para os chineses
RibeiroPintomedalha
Transbordo de mercadorias e abastecimento de gás natural podem ser os dois grandes propósitos dos chineses no porto da Praia da Vitória, sublinha José Ribeiro Pinto, especialista em portos e em transportes marítimos. 

A China, aliás, parece ter um interesse cada vez maior no Atlântico e o maior porto da Terceira pode vir a assumir-se como uma importante infraestrutura de apoio nas travessias dos navios chineses, avança o antigo administrador da Junta Autónoma do Porto de Angra do Heroísmo.

Por um lado, refere, por questões de carga, a infraestrutura portuária pode albergar navios com dimensão, como cargueiros. Para o chamado “transhipment”, é certo, diz Ribeiro Pinto, é necessário investimento e os chineses têm capacidade para fazê-lo.

Há, de resto, razões ambientais que fazem do porto praiense uma estrutura apetecível. O gás natural liquefeito (GNL) virá, progressivamente, substituir os combustíveis refinados de petróleo. Acontece, contudo, que o GNL confere uma menor autonomia aos navios, o que obriga a paragens mais frequentes para abastecimento.

E há sinais de que o porto da Praia da Vitória pode mesmo vir a albergar um posto de GNL. 

No passado dia 10 de Setembro, a Comissão de Ambiente, Saúde e Segurança Alimentar do Parlamento Europeu aprovou uma recomendação que aponta para a instalação, nos Açores, de uma estação de abastecimento de navios com aquele combustível, tendo recomendado, ainda, a disponibilização do financiamento necessário para esse fim.

O Governo Regional considerou, entretanto, que a advertência dos parlamentares europeus vai ao encontro dos projectos que estão a ser desenvolvidos para a Praia da Vitória.

Visita diplomática

Ora, as suspeitas do interesse chinês no porto da Praia da Vitória surgem na altura em que está a ser preparada nova visita de uma alta figura da política chinesa à Terceira. As visitas tiveram início em 2012 e desde aí a ilha já acolheu o Presidente da República daquele país e o antigo líder do Executivo, Wen Jiabao. A Terceira tem sido, entretanto, também, visitada por equipas técnicas da China.

Agora é a vez de Li Keqiang. O Primeiro-ministro chega Segunda-feira e está programada uma reunião, na Base das Lajes, com o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

O líder do Executivo vai, ainda, visitar a ilha e assistir ao concerto dos terceirenses MyricaFaya e da Orquestra de Sopros, que actuam Segunda-feira, às 22h00, na Praça Velha. 

Li Keqiang parte Terça-feira, pelas 17h00, para Pequim.

Interesse declarado?

Os deputados do PSD eleitos pelo círculo eleitoral dos Açores ao Parlamento da República questionaram, na passada Quinta-feira, o Presidente da Assembleia sobre o eventual interesse chinês na Terceira.

Na pergunta remetida a Ferro Rodrigues, António Ventura e Berta Cabral lembram que é a segunda vez que um Primeiro-ministro chinês visita a ilha, num curto espaço de tempo, e questiona se foi ou não manifestado, por parte daquele país, algum interesse geoestratégico relativamente aos Açores.

“A geocentralidade atlântica do arquipélago materializada nos benefícios da geografia, do tempo e do espaço, é um benefício para Portugal. Igualmente estamos convictos que a geocentralidade dos Açores cria oportunidades no domínio de várias temáticas e que em muito podem contribuir para o desenvolvimento da

Ler mais AQUI

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Microsoft tem plano para acabar com cancro em 10 anos


A tecnológica de Redmond inaugurou durante o verão um laboratório completamente dedicado à pesquisa e desenvolvimento de métodos de reprogramação de células.

A Microsoft estabeleceu um prazo de 10 anos para conseguir “solucionar o problema do cancro”, um objetivo nobre para o qual a tecnológica de Redmond se faz munir da estratégia de reprogramar as células cancerígenas, anulando assim a doença.

Mas não é só de boas intenções e de um plano que a Microsoft se pretende fazer valer. É com este objetivo em mente que a Microsoft abriu durante o verão um novo laboratório dedicada a pesquisa e desenvolvimento de uma solução para o cancro. Por enquanto, a ideia é criar um computador a partir de ADN que seja capaz de monitorizar de perto a evolução das células.

Em conversa com o The Telegraph, o diretor da Microsoft Research, Chris Bishop, considerou que a pesquisa de uma cura para o cancro é “muito natural para a Microsoft devido à tremenda experiência em ciência informática e o que se passa agora com o cancro é um problema computacional”.

O responsável pelo grupo de pesquisa, Andrew Philips, também se pronunciou sobre esta iniciativa. “É [um projeto] a longo-prazo… Penso que será tecnicamente possível no espaço de cinco a 10 anos criar um sistema molecular inteligente que consiga detetar a doença”, declarou Philips.

Fonte: NM
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...