segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Egipto: "A evidência está à frente dos nossos olhos" que as pirâmides foram "construídas por alienígenas"


A Grande Pirâmide de Gizé, do Egipto, foi construída usando "alta tecnologia avançada" e a evidência está lá para todos verem, de acordo com um documentário bizarro.

Os monumentos egípcios rivalizam com a grandeza de nossos edifícios mais modernos de hoje e encantam a humanidade há séculos. Os marcos foram ligados a divindades e deuses desde os tempos antigos e a Grande Pirâmide de Gizé é amplamente vista como uma das realizações mais incríveis da humanidade. 

Essas construções foram erguidas por uma civilização que não tinha conhecimento da roda e eram tecnologicamente limitados, em comparação com os padrões modernos. No documentário da Netflix, “O Código da Pirâmide”, pesquisadores e teóricos da conspiração questionam a possibilidade de as pirâmides egípcias terem sido “construídas com alta tecnologia”.

No entanto, o programa explica que somos ensinados a acreditar que somos aqueles com conhecimento de alta tecnologia, algo que os antigos egípcios não poderiam ter.

A Dra. Carmen Boulter, PHD, afirma: “Enquanto pensamos que os antigos não foram capazes de usar alta tecnologia, então não estamos procurando por ela.

"E, no entanto, a evidência está bem na frente dos nossos olhos."

Estima-se que a Grande Pirâmide de Gizé tenha cerca de 2.300.000 blocos de pedra que pesam de 2 a 30 toneladas cada e existem até alguns blocos que pesam mais de 50 toneladas.

A pirâmide é composta de 144.000 pedras de revestimento e acredita-se que todas eram altamente polidas e planas com uma precisão de 1/100 de polegada, cerca de 100 polegadas de espessura e pesando aproximadamente 15 toneladas cada.

Evidências de conhecimento avançado podem ser encontradas na Pirâmide de Gizé, pois os centros dos quatro lados são recortados com extraordinário grau de precisão, formando a única pirâmide de oito lados.

Fonte: Express

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...