sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Microsoft vai vender 100 mil HoloLens ao exército dos Estados Unidos da América


A Microsoft mudou de forma radical a indústria quando mostrou ao mundo os seus HoloLens. Este capacete de realidade aumentada vem alterar de forma completa a interação com o mundo e com os computadores.

Focado principalmente na indústria, parece ter agora conseguido um novo espaço. A Microsoft terá conseguido um contrato com o exército dos EUA para a venda de 100 mil HoloLens.

As possibilidades de utilização do HoloLens são imensas e muito focadas na indústria. Dá espaço aos utilizadores para que estes tornem a sua experiência de utilização imersiva, ao mesmo tempo que conseguem ainda ter uma percepção e interagir com o mundo.

Um novo mundo de oportunidades para o HoloLens

Com estas capacidades, tornam-se a ferramenta perfeita para criar cenários de simulação e/ou de treino, sem que exista a necessidade de estar em ambientes reais e, em muitos casos, perigosos ou virtualmente impossíveis de aceder.

Foi precisamente com esta ideia em mente que o exército norte-americano estabeleceu um contrato com a Microsoft, para que o HoloLens seja usado em cenários de simulação, de treino dos soldados e até em cenários de guerra.

Um contrato muito importante para a Microsoft

Este contrato, que a Microsoft agora está a estabelecer com o exército dos Estados Unidos da América é avultado. Estima-se que poderá atingir um valor de 480 milhões de dólares, para a venda dos 100 mil HoloLens.

Para o conseguir, a Microsoft teve de bater alguns concorrentes bem conhecidos. Um deles foi a Magic Leap, muito mais virada para o mercado de consumo. A grande vantagem da Microsoft e do HoloLens é o seu foco na indústria.

Exército dos Estados Unidos da América tem versão especial

Sabe-se também que estes dispositivos que vão ser vendidos vão variar dos atuais HoloLens. Vão ter formas mais adaptadas aos campos de batalha e vão estar equipados com visão noturna e sensores de calor. A Microsoft espera fornecer já, em apenas 2 anos, mais de 2500 unidades deste equipamento.

As relações das grandes empresas tecnológicas com as forças militares têm-se estado a fortalecer, mesmo com toda a reação negativa de toda a opinião pública norte-americana e até dos funcionários destas mesmas empresas.

Fonte: Pplware

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...