quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Todas as abelhas deixaram de zumbir durante quase três minutos


Em agosto do ano passado, quando se noticiava o eclipse solar total e enquanto a lua cobria o sol, as abelhas deixaram de zumbir durante cerca de três minutos.

O fenómeno durou cerca de três minutos e durante esse tempo todas as abelhas do mundo se calaram. Em agosto do ano passado, a lua cobria o sol, durante um eclipse solar totalque, além de calar as abelhas, fez com que os insetos adaptassem o ritmo da sua atividade.

A ocorrência foi detetada no dia 21 de agosto de 2017. O El País adianta que um gripo de investigadores norte-americanos decidiram colocar vários microfones em campos de flores, a cerca de três mil quilómetros da trajetória do eclipse solar.

Candace Galen, bióloga da Universidade do Missouri, Estados Unidos, e autor principal do estudo, explicou que a equipa “antecipou que a atividade das abelhas diminuiria à medida que a luz também diminuísse durante o eclipse e atingisse um mínimo durante o todo”.

Apesar de esperar este resultado, o cientista não estava à espera que “a mudança fosse tão abrupta”. Segundo os cientistas, as abelhas silenciaram-se logo que o eclipse atingiu a totalidade e isso surpreendeu-os. “É como se alguém desligasse as luzes e de repente as abelhas deixassem de voar”, diz Galen.

No entanto, nos minutos que antecederam e que se seguiram à cobertura total do sol pela lua, as amantes do mel continuaram a zumbir, ainda que com ligeiras diferenças relativamente ao que emitiram durante o resto do dia. Segundo o Diário de Notícias, durante o eclipse, várias abelhas regressaram para as suas colmeias.

O artigo, publicado a semana passada na Annals of the Entomological Society of America, veio confirmar aquela que já era uma suspeita dos cientistas: a luz do sol guia a vida das abelhas. Os cientistas explicam que as abelhas reduzem a velocidade dos seus zumbidos como forma de adaptação à pouca visibilidade.

No fundo, a escuridão completa muda o comportamento destes insetos, independentemente do tempo ou do contexto. O facto de este eclipse se ter projetado sobre vários estados dos Estados Unidos permitiu um estudo mais alargado. Naquele dia, foram estudadas várias espécies de abelhas em diferentes contornos climáticos.

O próximo eclipse solar total na América do Norte vai acontecer no dia 8 de abril de 2024. Até lá, Candace Galen espera ter aperfeiçoado o sistema de áudio para conseguir distinguir os tipos de voos das abelhas.

Fonte: ZAP

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...