sexta-feira, 1 de maio de 2020

Empresa portuguesa criou um sistema para medir febre à distância e em dois segundos


“Caso uma temperatura mais elevada seja detetada, o sistema acciona um alarme ou poderá mesmo negar a entrada da pessoa em questão”, diz Jorge Pereira, CEO da Uniksystem.

A empresa nacional Uniksystem criou um «sistema biométrico» para a «deteção de febre à distância» que chega numa altura em que o país está prestes a levantar algumas restrições para relançar a atividade económica.

O Unik Facial Recognition é uma plataforma de controlo de acessos à distância que possibilita um «rápido e preciso rastreio de febre apenas através do reconhecimento facial, garantindo a fluidez da entrada e saída de pessoas».

Esta pode ser uma forma de detetar rapidamente se uma pessoa tem um dos principais sintomas da CovidD19 e, segundo a empresa, pode ser usada em «escolas e universidades, serviços públicos, linhas de produção industriais, escritórios, hospitais, lojas e supermercados, aeroportos, entre outros».

A medição da temperatura por reconhecimento facial com este sistema dura apenas «dois segundos» e pode ser feita em até «cinco pessoas em simultâneo», a uma distância de «dois metros». Sempre que o Unik Facial Recognition reconhecer febre, emite um alerta.

«Caso uma temperatura mais elevada seja detetada, o sistema acciona um alarme ou poderá mesmo negar a entrada da pessoa em questão, estando integrado com um sistema automatizado de controlo de acessos», diz Jorge Pereira, CEO da Uniksystem.

Fonte: JE

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...