sábado, 23 de maio de 2020

Nova fábrica de aeronáutica em Évora


É fruto do investimento e parceria do CEiiA que se prevê venha a nascer uma nova fábrica de aeronáutica no Alentejo.

Nesta unidade fabril vai ser fabricado o avião ATL-100. O investimento inicial é na ordem dos 20 milhões de euros, em 3 anos, e o ATL-100 já tem compradores interessados de várias partes do mundo, segundo o diretor do CEiiA para a Aeronáutica e Defesa, Miguel Braga, em entrevista ao Diário de Notícias.

A experiência acumulada pelo CEiiA, durante mais de uma década de cooperação com dos maiores fabricantes de helicópteros do mundo e com a construção do avião cargueiro militar brasileiro da Embraer, o KC390, e que vai substituir os Hercules C-130 da Força Aérea nacional, foram muito relevantes na hora de estabelecer esta nova parceria com a Desaer, uma empresa brasileira dedicada à aeronáutica.

O ATL-100 surge da parceria com a Desaer, sendo que o CEiiA irá ser corresponsável pelo desenvolvimento, fabrico, montagem e comercialização da ATL 100.

Para este projeto, o CEiiA – criado em 1999 – disponibilizará uma equipa de até 60 engenheiros, consoante o desenvolvimento do projeto, uma equipa que terá por sede o Parque de Ciência e Tecnologia de Évora. A Desaer participará com o dobro dos engenheiros.

Os responsáveis do CEiiA preveem boas perspetivas na criação de emprego e de novos postos de trabalho. É intenção criar duas unidades fabris quando chegue a fase do fabrico: uma no Brasil e outra em Évora. Ao montar a aeronave em Portugal, o impacto pode estender-se a Beja e a Ponte de Sor

A Atl – 100 é uma aeronave de transporte leve, para uso civil, de transporte de passageiros, de carga, de serviços postais ou até para usos agrícolas ou até militares.

Entre as características da ATL está o facto de levantar e aterra em pistas de dimensão muito curta, impróprias para a grande maioria das aeronaves.

Imagem de aereo.jor.br

Fonte: Tribuna

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...