quinta-feira, 19 de abril de 2018

O Meridiano 100 começou a mudar de lugar


O limite invisível que ajudou a definir e a dividir os Estados Unidos durante séculos está a mudar de lugar, graças ao aquecimento global.

O Meridiano 100 – a linha de longitude invisível que corta a metade do território continental dos Estados Unidos – era encarado historicamente como um limite que separa as terras húmidas do leste das planícies áridas ocidentais.

Mas graças às mudanças climáticas, a barreira climática começou a mudar de lugar, de acordo com uma análise recente dos dados de precipitação e de temperatura, cujos resultados foram publicados em dois estudos na Earth Interactions.

Segundo o cientista climático Richard Seager, da Universidade de Columbia, esta fronteira climática que traçou o meridiano tem mudado para leste desde os anos 80, fazendo com que as áridas condições das planícies do oeste se expandam lentamente para o oeste.

Enquanto o próprio meridiano – que continua além das fronteiras dos EUA – está no mesmo lugar de sempre, a barreira climática que costumava ficar por cima do meridiano deslocou-se aproximadamente 225 quilómetros para leste, ficando mais perto do Meridiano 98 E.

Até agora, esta mudança não afetou significativamente a agricultura, mas a equipa prevê que, à medida que o século avança, o Meridiano 100 continue a sua “viagem” para leste durante as próximas décadas.

“Haverá necessidade de fazer um ajuste na economia agrícola, devido às mudanças ambientais”, admitiu Seager ao Quartz.

Como a aridez aumenta graças ao aumento da evapotranspiração – onde o calor extrai a humidade do solo, removendo-a para a atmosfera – as fazendas vão precisar de aumentar para sobreviverem, ou, em alternativa, mudar as plantações em resposta à redução dos recursos hídricos.

A menos que consigamos alterar o vício pelos combustíveis fósseis, os investigadores preveem que o leste dos EUA assista progressivamente a contrastes climáticos observados pela primeira vez pelo geólogo e explorador John Wesley Powell no final do século XIX.

Wesley Powell desenhou esta linha invisível – o Meridiano 100 – que se tornou na fronteira entre o leste húmido dos Estados Unidos e as áridas planícies ocidentais.

Fonte: ZAP

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...