quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

Veneno de aranha pode ajudar no tratamento da disfunção erétil


A aranha armadeira é considerada uma das mais perigosas do mundo: além de ser tóxica, viaja pelo mundo em cachos de bananas, causando o pânico nos lugares mais inesperados. No entanto, o seu veneno tem potencial para melhorar a vida sexual das pessoas.

A armadeira é uma grande aranha errante, de aspeto imponente e comportamento agressivo, medindo o equivalente a uma palma de uma mão humana. Este animal é muito veloz, podendo deslocar-se a 40 quilómetros por hora.

Quando se sente ameaçada, assume uma posição quase vertical para parecer maior, levantando as patas e deixando a barriga exposta, assim como as suas grandes e assustadoras quelíceras – espécie de garras de coloração avermelhada.

Esta espécie de aracnídeo tem hábitos noturnos. A aranha não tece qualquer teia para caçar: em vez disso, surpreende as suas presas com ataques mortíferos, combinando rapidez com veneno muito potente.

As picadas destas aranhas em humanos provocam uma dor muito forte, ardor e inchaço. Em casos mais graves, que ocorrem com mais frequência em crianças do que em adultos, as consequências podem mesmo ser mortais.

Além disso, segundo a Sputnik News, o priapismo é outro dos possíveis sintomas em casos graves. Trata-se de uma ereção involuntária e muito dolorosa do pénis, que pode durar horas.

Uma equipa de cientistas decidiu estudar, em particular, este sintoma e a pesquisa resultou em descobertas interessantes relativamente ao tratamento da disfunção erétil.

De acordo com o artigo científico, publicado este ano, o peptídeo sintetizado do veneno da aranha armadeira provou ser efetivo para melhorar a função erétil em roedores diabéticos e hipertensos, sem qualquer efeito secundário. A investigação revelou que este composto é um possível tratamento para a disfunção erétil de aplicação localizada em pessoas com hipertensão arterial e diabetes.

A aranha armadeira é natural do Brasil, mas também pode ser encontrada na Colômbia, no Paraguai, no norte da Argentina e no Uruguai.


Fonte: ZAP

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...